segunda-feira, 20 de agosto de 2018

Meus Escritos - Textículos



..." palavras e palavras, que conforme dispostas em frases curtas ou em longos, nos levam a questionar a existência "...




paixão.
..." languidamente espero você chegar, e ao chegar, com força me abraçar.
então, viajamos por um mundo de formas e cores surreais,
amamos loucamente, perdidos e irremediavelmente, loucos.
e na despedida, ao você partir, ainda preso pela paixão me ato à você.
apenas esperando sua volta "...


luz.
..." desejo que tenhamos dias em que a luz seja nossa guia, mas...
não podemos esquecer que assim como a luz nos permite ver, seu excesso nos ofusca,
não nos deixando ver com lucidez "...


vida.
,,," superações? aventuras? sucessos? amores? ou simples comédias?
ainda não sabemos.
talvez trajetórias errantes, contínuos dramas ou ainda,
mudanças, ou monotonia da não mudança "...

fontes
imagem: google - textos: carlos miranda (betomelodia) 
meus escritos - arquivo pessoal

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

A Arte no Mundo - Brasil - Ricardo Ardente

fishing on the river sorocaba




A publicação de hoje sobre A Arte no Mundo, revela um "carioca da gema", meu conterrâneo, nascido
na Cidade do  Rio de Janeiro  em novembro de 1958.   A pintura fez parte de sua vida desde a

tenra infância, pois seu pai na época comerciante, pintava nas horas vagas por hobby.


ricardo ardente - 1958 / nowadays
oil on canvas - 80 x 60 cm - available for sale -  http://www.ricardoardente.com.br
sorocaba, sao paulo - brazil



fonte
imagem e dados técnicos: ricardo ardente
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 


domingo, 12 de agosto de 2018

Sandrera, Querida Kika

sandrera


O destaque na Música Popular Brasileira desta publicação, uma vez mais é para Sandrera, nascido no
Estado do Espírito Santo e que em minha opinião  "modestinha",  já ganhou o mundo e milhares
de seguidores.  E a história marcando o vídeo que ilustra esta postagem, vem de longos
anos, mais precisamente em 1989, quando o inesquecível Raul Seixas, foi o autor
de uma carta para Kika, sua ex-esposa.  Em 2014, Sandrera souba da triste
carta, e ao ler a mesma ficou emocionado com o conteudo, e segundo
suas palavras, ..." era como se a canção estivesse ali na carta
por  esse  tempo  todo  e eu a enxerguei  chorando um
pouquinho ”... Entrou em contato com Kika por
meio de sua filha  Vivi,  e o resulktado é
esta pérola por Sandrera criada.

E só para recordar, já foi destaque no ano de 2017 com três composições de sua autoria, "Tá Freud, Baia",
"Ofício" e "Coração Afoito".  Basta clicar nos  links  para curtir estes outros destaques. Sei que gostarão.





Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 




Mais do que ninguém você sabe
O quanto o destino tem me castigado
A minha solidão é tão dolorosa
Mas que jeito você está tão longe
E eu desejava estar com você e nossa filha

Nunca esqueci de vocês mesmo nos maus momentos
E hoje mais do que nunca eu lhe desejo

Sinto sua falta sua companhia
Seus carinhos não esqueço de você
Não me negue esse encanto de vida
Vamos envelhecer juntos isso é tudo que eu desejo
Isso é só o que eu desejo minha querida

Nunca esqueci de vocês mesmo nos maus momentos
E hoje é só o que eu desejo minha querida
Nunca esqueci de vocês mesmo nos maus momentos
E hoje mais do que nunca eu lhe desejo


trechos da carta de raul seixas para kika, datada de 1989, musicada por sandrera



fontes
imagens e vídeo: arquivo pessoal - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: arquivo pessoal

terça-feira, 7 de agosto de 2018

Alexander Pacheco, A Magia da Cultura Brasileira

lavadeiras da favela


Nas Artes Plásticas Brasileiras, o destaque de hoje é o retorno de Alexander Pacheco e suas belas telas.
Nascido em Jacarepaguá, bairro da cidade do Rio de Janeiro, em Abril de 1974,  o seu gosto pela
pintura teve origem em sua infância ao ser presenteado pelo avô com tintas guache, que
que ele então usava para retratar em placas, sua visão  do mundo que o cercava.


alexander pacheco


Em sua adolescência interrompeu com a pintura,  pois interessou-se pelo futebol
almejando o profissionalismo no esporte.  Mas a Arte continuou presente,  viva nos seus
pensamentos.  Aulas sobre a pintura e suas pesquisas mantinham-se, mas uma série de eventos
em sua vida, obrigou-o a novos rumos.  Mas, mesmo assim seus sonhos sobre futebol e Arte,  não foram
esquecidos.  Foi em 2000, quando incentivado por amigos, que êle decidiu voltar inteiramente à
pintura.  Logo sua participação em várias exposições coletivas rendeu-lhe premiações e
sua obra,  vigorosa, cores vibrantes e alegres, é a pura inspiração de brasilidade.

Alexander é um grande amigo e conterrâneo, embora  ainda virtual é meu mestre e minha inspiração por
suas vitórias frente a vida, do qual sou admirador. Mereci sua confiança em 2014, quando criei o
texto de sua apresentação para o Carrossel du Louvre, em Paris, onde foi premiado com
a Medalha de Ouro e a Medalha de Prata, respectivamente em 2014 e 2015. Já foi
destaque no Blog no ano de 2013, em um resumo sobre sua obra, também
em outras duas publicações em Julho e Novembro do ano de 2017.




Como sempre faço questão de ressaltar,  ao final da postagem,  lá na série de links apresentados em
"links para suas preferências no blog",  é possível saber mais sobre outros Artistas Plásticos,
assim como sobre outros estilos de sua preferência, com total segurança, aqui mesmo
em meu  blog,  e também em meus outros espaços culturais na Web.  Apreciem.

carlos miranda (betomelodia) 




vovó nanã
batuque na cozinha

tucano

nossa senhora aparecida carioca


são jorge

 catadora de buriti

garca na ilha da gigóia
mulher brasileira

casal de araras

samba da devoção


dom quixote carioca



meu destaque: araras


fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

( atenção: tamanho das telas adaptados à diagramação )