sábado, 30 de junho de 2007

Aventura, Eduardo Dussek



Nascido na Cidade Maravilhosa, Rio de Janeiro, Eduardo Dussek
começou a carreira artística como pianista de peças de teatro,
 aos quinze anos, quando estudava na Escola Nacional de Música.
Mais tarde passou a compor suas próprias canções e montou uma
banda. Suas composições buscavam aliar sátira e bom humor. 


eduardo dussek


Atuou como diretor de espetáculos, voltando após esta fase
a apresentar alguns trabalhos como humorista e cantor,
um deles sobre Carmen Miranda.

A página de hoje é sobre uma de suas composições
em parceria com Luiz Carlos Góes, Aventura, que fez parte de
meu repertório. 

carlos miranda (betomelodia)


video



Vi seu olhar seu olhar de festa
De farol de moto azul celeste
Me ganhou no ato
Uma carona pra lua

Te arrastei estradas desertos
Butecos abrindo e a gente rindo
Brindando cerveja
Como se fosse champagne

Todos faróis me lembram seu olhos
Durmo a viajar entre lençóis
Teu corpo fica a dançar
No meio do nosso jantar ... luz de velas

Aventurar por toda cidade
A te procurar todos lugares
Pintam ciúmes na mesa de um bar
Mas você sente e começa a brincar
Diz fica frio meu bem é melhor relaxar
Palmeiras no mar

eduardo dussek / luiz carlos góes




fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google


quarta-feira, 20 de junho de 2007

Rio de Janeiro, Minha Querida Cidade Natal

rio de janeiro, estado do rio de janeiro, brasil




O cartão-postal do Brasil é o Corcovado, com o Cristo Redentor que está concorrendo a uma das novas 7 Maravilhas do Mundo em concurso internacional, abençoando toda a Nação Brasileira. E tem também o Pão de Açúcar, um passeio prazeroso, em que se tem uma bela vista da cidade. Os pontos turísticos são inúmeros e não podemos deixar de citar o Estádio do Maracanã, templo maior do futebol cinco vezes campeão mundial. O Rio foi escolhido, depois de pesquisas realizadas pelas universidades de Michigan e da Califórnia, como a cidade com o povo mais cordial do mundo. Este é o maior segredo da Cidade Maravilhosa, o espírito carioca, que torna todos os espaços urbanos em um mosaico de diferentes atrações. O Rio é das praias, das montanhas, das áreas verdes, dos esportes ao ar livre, dos eventos como o réveillon, o carnaval e tantos outros. O Rio é histórico, é cultural, é diurno e é noturno. Possui muitos sabores. É para todas as idades. O Rio é como um dos seus símbolos, o Cristo Redentor, de braços abertos, para receber bem os visitantes de todo o mundo em que vivemos.


corcovado e o cristo redentor


Estádio do Maracanã.
Símbolo mundial da pátria de chuteiras, guarda a história do esporte que é a cara do Brasil. Entre as maravilhas que o Rio de Janeiro possui, encontra-se um dos mais importantes patrimônios turísticos e culturais do país: o Estádio do Maracanã, o maior do mundo. Na terra do futebol, que faz desse esporte a sua "religião" , ele é considerado por muitos o “Templo dos Deuses” . Foi construído em 1950 para sediar a Copa do Mundo, e projetado para receber 166.369 pessoas. Hoje, após as reformas, comporta um público de 114.145. Seu nome oficial, Estádio Jornalista Mário Filho, é uma homenagem a um dos mais importantes jornalistas brasileiros e fundador do Jornal dos Sports. Em 16 de junho de 1950, o Maracanã foi inaugurado com um jogo entre cariocas e paulistas, com o eterno Didi marcando o primeiro gol de placa da história do estádio.
O complexo esportivo do Maracanã ocupa uma área total construída de 304.284 m² e reúne o Maracanãzinho, onde são realizadas competições esportivas além de espetáculos de entretenimento, o Estádio Célio de Barros e o Parque Aquático Júlio Delamare.



estádio do maracanã


Pão de Açúcar.
A viagem de bondinho nos leva a descortinar paisagens únicas. Idealizado em 1908 pelo engenheiro brasileiro, Augusto Ferreira Ramos e inaugurado no dia 27 de outubro de 1912, o bondinho do Pão de Açúcar fez 90 anos em 2002. Primeiro teleférico instalado no Brasil e terceiro no mundo, é um dos mais importantes ícones do turismo carioca, tornando-se uma das marcas registradas da cidade do Rio de Janeiro. Desde sua inauguração até a data do aniversário, o teleférico transportou 31 milhões de turistas. Nos meses de dezembro, janeiro, fevereiro e julho – de alta temporada – a freqüência diária chega a três mil pessoas.


bondinho do pão de açúcar


Bairro da Lapa.
Berço da famosa boemia carioca, a Lapa revela também um dos mais ricos conjuntos arquitetônicos da cidade. Apenas um lugar do Rio de Janeiro pode agregar variadas manifestações musicais e culturais sem ofuscar gêneros e artistas e o local é o Bairro da Lapa, no centro da cidade, onde fica a bonita obra dos Arcos da Lapa. Palco para o lirismo das letras do samba, para os acordes do som do nordeste e para a modernidade da música eletrônica, onde todos convivem em perfeita harmonia nos bares espalhados pelas ruas Men de Sá, Riachuelo e Lavradio. Desde o início da década de 50, a Lapa já era um dos principais pontos de referência da vida noturna da cidade. O local, com seus famosos cabarés e restaurantes, era considerado a “Montmartre Carioca” , frequentada pela fina flor dos artistas, intelectuais, políticos e diplomatas. Daquela época até hoje, a Lapa continua a pulsar. A Prefeitura do Rio já restaurou boa parte do bairro, que manteve quase intacta a arquitetura original dos prédios do início do século, a principal característica do lugar. Visualmente, o local é um banho de história, abrigando os centenários Arcos da Lapa, o Passeio Público, a Escola Nacional de Música e a Igreja de Nossa Senhora da Lapa, que são verdadeiros ícones do Rio Antigo.


os arcos da lapa


Confeitaria Colombo.
Retrato vivo da Belle Époque carioca e marco da valorização da gastronomia na cidade a Confeitaria Colombo guarda, ainda hoje, muito do seu estilo Art Nouveau do início do século. Seus famosos espelhos belgas, suas molduras e vitrines em jacarandá, as bancadas de mármore italiano, os lustres, o piso e o belo mobiliário permanecem intactos, inalterados e do mesmo jeito como foram admirados por renomadas personalidades, que ajudaram não só a escrever a história do nosso país como a fazer da tradicional Confeitaria Colombo uma das grandes atrações do Rio de Janeiro, são admirados até os dias atuais.


interior da confeitaria colombo


Praia de Copacabana.
É muito difícil para quem visita o Rio resistir ao apelo de seus 80 km de praias. E Copacabana, com a belíssima calçada da Avenida Atlântica em pedras portuguesas brancas e pretas formando um lindo mosaico no formato de ondas, é a principal responsável por tamanho fascínio. Na verdade são duas praias: Leme e Copacabana, que ocupam uma extensão de 4,15 km. Frequentada tanto de dia quanto à noite, a praia possui quiosques, ciclovia, bicicletários, postos de salvamento com chuveiros e sanitários, hotéis, bares e restaurantes, além de contar com dois Fortes Militares, um em cada extremidade, com vistas panorâmicas da região e sempre abertos à visitação.


praia de copacabana


Praia de Ipanema.
Talvez ainda mais irresistível do que a musa que inspirou a famosa, a imortal canção "Garota de Ipanema" , que a imortalizou, Ipanema é, sem dúvida, um ponto de encontro famoso do Rio de Janeiro. Sofisticado e com uma intensa vida noturna, o bairro é um feliz encontro de praia, bares e lojas comerciais. Atração permanente durante o dia, a praia também recebe um grande número de frequentadores durante a noite. São pessoas que caminham, praticam esportes, confraternizam-se nos quiosques tomando água de coco, pedalam pela ciclovia, enfim, aproveitam a iluminação especial do lugar para espairecer e relaxar. A verdade é que a alma do carioca mora em Ipanema e o visitante, ao andar pelo calçadão e suas ruas, é imediatamente contagiado por esse espírito.





Arpoador.
Localizada entre o Forte de Copacabana e a rua Francisco Otaviano com a Avenida Vieira Souto. O Arpoador é famoso pela pedra que invade o mar separando a Praia de Copacabana, de onde se tem uma das vistas mais bonitas do Rio de Janeiro: De um lado, as praias de Ipanema e do Leblon com o morro Dois Irmãos ao fundo; do outro, as praias do Diabo e Copacabana. Além do visual e da praia, o Arpoador tem também um parque com muito verde onde os artistas brasileiros e internacionais fazem apresentações populares. O parque foi batizado de Garota de Ipanema, em homenagem à famosa música de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, cariocas por excelência.


arpoador


Catedral Metropolitana.
Localizada no coração financeiro da cidade do Rio de Janeiro, faz parte do roteiro cultural. O projeto da catedral é do arquiteto Edgar de Oliveira da Fonseca, cujo projeto em forma de cone, tem 106 metros de diâmetro na base e 96 metros de altura. Sua porta principal é decorada com 48 baixo-relevos de bronze, com o tema da Fé. Dentro, os vitrais em cores vívidas, estendem-se sobre as paredes nos quatro pontos cardeais, permitindo que a luz do sol se projete em cores variadas, dependendo da hora do dia, criando uma atmosfera mística. Os desenhos de cada faixa de vidro são diferenciados pela cor. O interior da Catedral Metropolitana foi projetado pelo Padre Paulo Lachen Maier, que também redesenhou a nova sacristia e a pia batismal. As esculturas adornando o interior da catedral são de Humberto Cozzi. Atrás da sacristia, a Capela do Santíssimo tem dois candelabros de Nicola Zanotto. No subsolo há o Museu de Arte Sacra, com destaque para a fonte usada para batizar os príncipes da Familia Real, a estátua de N.S. do Rosário, o trono de D.Pedro II e a Rosa de Ouro concedida à Princesa Isabel pelo Papa Leão XIII celebrando sua assinatura do Ato de Abolição da Escravatura no Brasil.


catedral metropolitana do rio de janeiro

carlos miranda (betomelodia)



fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

( dados coletadas do site da riotur )