terça-feira, 30 de julho de 2013

Depois, Marisa Monte

marisa monte

Compositora, instrumentista, cantora e também
produtora musical, é adorada pelos apreciadores da
boa Música embora, muitas vezes atacada por alguns
"críticos" que em minha opinião, rotulando a tudo,
(menos a si mesmos), pouco ou nada de música
entendem para no mínimo opinar sobre.

Considerada uma das vozes mais afinadas da atualidade,
Marisa há muito fazia sucesso nos meios musicais, de público
e de crítica ao apresentar-se em bares e casas noturnas
acompanhada por amigos, mesmo antes de lançar seu
primeiro disco em 1989.

Eclética, com um repertório que vai de Candeia a George
e Ira Gershwin, sempre com arranjos muito bem elaborados,
na página de hoje Marisa nos brinda com a Música Depois,
composta com a parceria de Carlinhos Brown
e Arnaldo Antunes, em um ótimo vídeo.

carlos miranda (betomelodia)




Depois de sonhar tantos anos
De fazer tantos planos
De um futuro pra nós
Depois de tantos desenganos
Nós nos abandonamos
Como tantos casais
Quero que você seja feliz
Hei de ser feliz também

Depois de varar madrugada
Esperando por nada
De arrastar-me no chão
Em vão
Tu viraste-me as costas
Não me deu as respostas
Que eu preciso escutar
Quero que você seja melhor
Hei de ser melhor também

Nós dois
Já tivemos momentos
Mas passou nosso tempo
Não podemos negar
Foi bom
Nós fizemos histórias
Pra ficar na memória
E nos acompanhar
Quero que você viva sem mim
Eu vou conseguir também

Depois de aceitarmos os fatos
Vou trocar seus retratos pelos
De um outro alguém
Meu bem
Vamos ter liberdade
Para amar à vontade
Sem trair mais ninguém
Quero que você seja feliz
Hei de ser feliz também
Depois

arnaldo antunes / carlinhos brown / marisa monte




fontes
i,agem: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Maria Boa, Ney Matogrosso

ney matogrosso


" Sem idade, dribla seus 71 anos e faz acreditar que a eternidade existe,
ao menos, por uma hora e quarenta minutos. "


( julio maria, crítico, em março de 2013 )


Um Artista completo.
Ney de Souza Pereira, conhecido por Ney Matogrosso,
além de cantor é também diretor, iluminador e um
grande ator.  Nascido na cidade de Bela Vista, estado
de Mato Grosso do Sul, é o integrante da extinta banda
Secos & Molhados, que se sobressaiu do grupo.

Iniciou sua carreira solo no ano de 1975, com o disco
Água do Céu Pássaro e por suas apresentações
até os dias atuais, é considerado o terceiro maior cantor
brasileiro de todos os tempos. Ney, em suas apresentações
interpreta vários compositores brasileiros, tais como
Chico Buarque, Cartola, Rita Lee e Tom Jobim, entre outros,
tendo um repertório que prima pela qualidade e versatilidade.

Além de ter uma marcante e rara voz de contratenor, Ney
é conhecido por suas performances, sua maquiagem
cênica e seu vestuário exótico. Segundo a crítica, o magnetismo
de sua figura, a atração decididamente sexual que ele
produz sobre o palco é algo inimaginável. Também a biógrafa
Denise Pires Vaz escreve:

"Dos cantores brasileiros, Ney Matogrosso é um dos poucos,
senão o único, que pode merecero título de completo showman."

carlos miranda (betomelodia)





Que vantagem Maria tem?
É boa
Como é que Maria vive?
À toa
Com quem é aue Maria vive?
Comigo
Onde é que Maria vive?
Não digo

Não digo, não digo porque tenho certeza
Certeza porque sou escolado
Mulher é negocio de lado
E amigo é melhor separado

Que vantagem Maria tem?
Não digo, não digo porque tenho certeza
Certeza que minha Maria
Não vai com a cara do homem
Que tem a falinha macia

assis valente



fontes
imagem: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sábado, 20 de julho de 2013

Espelhos D'Água, com Jorge Aragão e Emílio Santiago


A página de hoje traz uma dupla de muito sucesso na
Música Popular Brasileira. Um deles continua entre nós mas,
o outro deixou-nos em março deste ano. No vídeo que
ilustra esta postagem, um show de interpretação.


jorge aragão

Jorge Aragão da Cruz, carioca, grande compositor,
sambista e cantor, ingressou no mundo da música
cantando nas casas noturnas cariocas em 1970.

Como compositor, o sucesso começou em 1976,
com Elza Soares gravando sua composição "Malandro",
com a parceria de Jotabê. Integrante do grupo
Fundo de Quintal, era um de seus principais compositores
e letristas, grupo do qual saiu algum tempo depois para
dedicar-se à carreira solo.

Com quase 30 anos dedicados inteiramente à MPB,
Jorge Aragão é um veterano do samba mantendo-se firme
e com sucesso nas paradas.


emilio santiago


Não vejo necessidade de discorrer sobre Emílio.
Sua vida, seus sucessos são fatos conhecidos por todo
o povo brasileiro, atravessando as fronteiras de nosso País.
Apenas posso acrescentar que em minha modesta opinião
como Músico, que Emílio Santiago está no topo da
lista dos melhores intérpretes da MPB.

Em 2012, lançou o primeiro CD produzido em sua própria
gravadora, a Santiago Music, que ganhou o Grammy como
"Melhor CD de Samba". Com o sucesso do mesmo, lançou
o DVD com a gravação ao vivo do show em São Paulo.

Neste ano de 2013, às seis e meia da manhã do dia vinte
de março, aos 66 anos, o grande intérprete nos deixou.
Mas lá de cima, vai continuar a inspirar compositores,
instrumentistas e cantores, como sempre o fez.
Valeu, Emílio.

carlos miranda (betomelodia)



Algumas frases de Emílio Santiago: 

" Talvez, se os jovens escutassem mais Chico Buarque,
João Donato, Carlos Lyra, Djavan, Marcos Vale,
teriam mais inspiração. A juventude não escuta,
não tem conhecimento musical como o que eu tinha na minha época."

" As pessoas continuam ouvindo as mesmas canções que
eu cresci ouvindo, até hoje. O romantismo existe e não vai acabar nunca."






Hum... seus olhos são
Espelhos d'água
Brilhando você
Prá qualquer um

Hum... por onde
Esse amor andava
Que não quis você
De jeito algum

Hum... que vontade de ter você
Que vontade de perguntar 
Se ainda é cedo 

Hum... que vontade de merecer 
Um cantinho do seu olhar 
Mas tenho medo 

dalto / claudio rabelo



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Vasco Prado e Sua Obra



A Arte nas esculturas e nas gravações, no ano de 1914
ganhou um excelente representante. Na cidade de
Uruguaiana, Rio Grande do Sul, nasceu Vasco Prado.

Filho de militar, morou em Minas Gerais e no Rio de Janeiro,
voltando ao Rio Grande do Sul aos 14 anos. Tentou
a carreira política sem sucesso dedicando-se então à
Artes Plásticas. Prado foi casado com Zoravia Bettiol por
cerca de três décadas.



vasco prado

Foi um dos fundadores do Clube da Gravura, um marco
na história da arte gaúcha pois foi então realizado
uma grande obra de cunho social voltada para os temas
regionais gaúchos e o seu dia-a-dia no campo.
Também lecionou sobre desenho e escultura e é um
dos escultores mais importantes e influentes em
sua terra natal.

Com o decorrer do tempo, suas obras apresentaram
uma evolução para os temas mais sintéticos,
abstrativos e contemporâneos. Suas preferências
em temas eram a mulher, os amantes e os cavalos.

Com invejável técnica no uso do bronze e da pedra,
executava com maestria desenhos, obras em cerâmica
e gravações, tendo suas obras sido expostas e
vendidas em todo o Brasil e no exterior.

Vasco Prado deixou a terra que tanto amava
na cidade de Porto Alegre, no final do ano de 1998.

carlos miranda (betomelodia) 




dormideira em terracota

mulher com criança

mulher com braços erguidos

modelo deitada

tiradentes

negrinho com sol

cavalo em terracota



meu destaque: um menino


fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sábado, 13 de julho de 2013

Refazenda, Gilberto Gil

gilberto gil


Gil, no ano de 1962, teve sua estréia no mundo da música
através do compacto Povo Petroleiro, com a marcha
"Coça, Coça Lacerdinha". A partir daí, a vida dele foi marcada
por um grande número de acontecimentos na música e
em outras facetas de sua imagem pública, como
a de ter sido Ministro da Cultura do Brasil.

Um ano após o compacto, Gil lança seu primeiro disco,
"Gilberto Gil, Sua Música, Sua Interpretação". Naqueles tempos ele
ele inspirava-se em João Gilberto, de quem é fã, tendo até
interpretado algumas canções no estilo Bossa Nova.

Após o exílio, de volta ao Brasil, Gil gravou em 1975 o tema
da página de hoje, um dos mais importantes trabalhos
dele e que juntamente com "Refavela", 1977, e "Realce",
1979, formam a trilogia das composições "Re".

Em um arranjo especial, Gilberto Gil cantando Refazenda.

carlos miranda (betomelodia) 





Abacateiro acataremos teu ato
Nós também somos do mato como o pato e o leão
Aguardaremos brincaremos no regato
Até que nos tragam frutos teu amor, teu coração

Abacateiro teu recolhimento é justamente
O significado da palavra temporão
Enquanto o tempo não trouxer teu abacate
Amanhecerá tomate e anoitecerá mamão

Abacateiro sabes ao que estou me referindo
Porque todo tamarindo tem o seu agosto azedo
Cedo, antes que o janeiro doce manga venha ser também

Abacateiro serás meu parceiro solitário
Nesse itinerário da leveza pelo ar
Abacateiro saiba que na refazenda
Tu me ensina a fazer renda que eu te ensino a namorar

Refazendo tudo refazenda
Refazenda toda guariroba

gilberto gil



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

terça-feira, 9 de julho de 2013

Chão de Giz, com Zé Ramalho e Paulinho Moska

... há tantas violetas velhas, sem um colibri ...



A Música Popular Brasileira é uma das mais ricas
do mundo em estilos e ritmos. A versatilidade
de nossos compositores e intérpretes, a muitos
surpreende pelo imenso talento que possuem,
resultando em sucessos que cativam não só o Brasil
mas, o mundo todo. Um bom exemplo é o vídeo
que é o destaque desta página.

zé ramalho

paulinho moska





Este vídeo coloca lado a lado dois grandes Artistas.
Zé Ramalho, natural da cidade paraibana, Brejo da Cruz,
um dos maiores compositores e intérpretes de nosso
universo musical, e Paulinho Moska, natural da cidade de
Rio de Janeiro, que além de formado em teatro e cinema
pela Casa de Artes de Laranjeiras no Rio, é compositor e
intérprete. O resultado não poderia ser outro: uma
interpretação perfeita da dupla.

carlos miranda (betomelodia)





Eu desço dessa solidão
Espalho coisas sobre
Um chão de giz
Há meros devaneios tolos
A me torturar
Fotografias recortadas
Em jornais de folhas
Amiúde
Eu vou te jogar
Num pano de guardar confetes
Eu vou te jogar
Num pano de guardar confetes

Disparo balas de canhão
É inútil pois existe
Um grão-vizir
Há tantas violetas velhas
Sem um colibri
Queria usar quem sabe
Uma camisa de força
Ou de vênus
Mas não vou gozar de nós
Apenas um cigarro
Nem vou lhe beijar
Gastando assim o meu batom

Agora pego
Um caminhão na lona
Vou a nocaute outra vez
Prá sempre fui acorrentado
No seu calcanhar
Meus vinte anos de "boy"
That's over, baby
Freud explica

Não vou me sujar
Fumando apenas um cigarro
Nem vou lhe beijar
Gastando assim o meu batom
Quanto ao pano dos confetes
Já passou meu carnaval
E isso explica porque o sexo
É assunto popular

No mais estou indo embora
No mais estou indo embora
No mais estou indo embora
No mais...

zé ramalho


fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google