quinta-feira, 30 de abril de 2015

Ismael Nery: Expressionismo, Cubismo e Surrealismo

o homem e o cachorro


" Não tenho sido na vida senão um grande ator sem vocação.
Ator desconhecido, sem palco, sem cenário e sem palmas."
Ismael Nery


Foi em Belém do Pará no ano de 1900, que nasceu Ismael Nery. Descendente de indígenas, holandeses
e africanos, a Arte foi um de seus principais objetivos. Em 1909, mudou-se com a família para o Rio
de Janeiro, onde aos 17 anos, matriculou-se na Escola Nacional de Belas Artes. Três anos mais
tarde viajou pela Europa onde em Paris, cursou a Academia Julian e a Escola de Arte.

Após dois anos em Paris, voltou ao Brasil e criou trabalhos com tendências expressionistas, fase que 
durou até 1923. O cubismo, a segunda fase de sua obra, foi de 1914 à 1927, quando ao término
permeou o essencialismo. Ismael em sua terceira e derradeira fase nas Artes Plásticas, de
1928 a 1934, utilizou o estilo surrealista para dar vazão aos seus problemas íntimos.


ismael nery

Sua primeira exposição em sua cidade natal, foi um fracasso de público e crítica, o que repetiu-se
em 1929, em uma mostra no Palace Hotel do Rio de Janeiro. Sua obra era inovadora demais
para sua época, com forte influência de grandes Mestres do surrealismo tais como Noll,
Chagall e Breton, assim como do cubismo de Picasso e também da metafísica de
Chirico. Interessante é que Ismael não era adepto de temas brasileiros pois
os considerava limitados, regionalistas e muito explorados.

Diagnosticado em 1929 como portador de tuberculose, internado num sanatório por dois anos,
não mais podendo trabalhar com as tintas, morreu sem reconhecimento em 1934, em um
Mosteiro Franciscano na cidade do Rio de Janeiro. Dedicou toda sua curta vida para
a Arte, sua maior vocação. Mas, sua fama veio na VIII Bienal de São Paulo com
a exposição de alguns trabalhos seus, hoje tidos como precurssores da
moderna Arte Brasileira. Seus quadros são procurados por muitos
colecionadores e galerias. Atemporal, inovadora é sua obra.

carlos miranda (betomelodia)




três figuras

duas figuras

surrealista

autoretrato


sem título disponível


adalgisa e o artista

nú feminino

nú masculino


amantes



destaco: namorados


fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Pedro da Costa, Expressionismo com Muito Talento

paraty, rio de janeiro


O destaque na publicação de hoje é para um carioca, com muito talento nas Artes Plásticas.
Em minhas pesquisas, que poucas não o foram, poucos registros sobre ele encontrei.
Não tenho por hábito apenas publicar os trabalhos dos artistas escolhidos
para uma postagem mas, sua obra cativou-me. Belíssima obra.


pedro da costa


Seu nome: Pedro da Costa. Sua pinceladas são livres, soltas e transmitem, retratam de uma
forma sentimentalista e repleta de expressividade, a natureza e a vida urbana. Fiz uma
pequena seleção de alguns de seus trabalhos em óleo e aquarelas, ao meu gosto,
que tenho certeza darão uma idéia de seu talento e de seu amor às Artes.

carlos miranda (betomelodia)




antes da chuva, paraty, rio de janeiro

rua do fogo, paraty, rio de janeiro

cais velho, vila abraão, ilha grande, rio de janeiro

rio perequê, paraty, rio de janeiro

rancho de pescadores, vila abraão, ilha grande, rio de janeiro

o retorno

sítio meio do mato, guaratiba, rio de janeiro

rio piracicaba, piracicaba, são paulo

reflexos no lago, sitio burle max, rio de janeiro

igreja n. s. da paz, ipanema, rio de janeiro

ponte dos jesuítas, santa cruz, rio de janeiro



destaco: dia de chuva - vila abraão, ilha grande, rio de janeiro


fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Depois de Ter Você, com Maria Bethânia e Adriana Calcanhoto

maria bethânia e adiana calcanhoto


Sobre a publicação de hoje, o duo de Maria Bethânia e Adriana Calcanhoto interpretando a
composição de Adriana, "(Cantada) Depois de Ter Você", não há muito o que escrever.

O vídeo foi gravado no Rio de Janeiro no palco do Canecão, reunindo toda a elite da MPB para
a comemoração dos 35 anos de carreira da Bethânia. Bela homenagem, perfeitas interpretações
da anfitriã e seus convidados. Mas uma das cenas mais comentadas no show foi ao cantarem
juntas a Música que é o tema desta postagem: ficou para a posteridade o prolongado beijo
na boca ao encerrarem o belíssimo dueto. Foi interessante e causou surpresa o inédito final.

Lembro à todos que, para assistir outros vídeos em postagens anteriores com a dupla,
é só clicar nos links ao final da postagem ( links para suas preferências no blog ),
que seus gostos quanto à estilos musicais, autores ou cantores, estarão à
disposição com segurança total aqui mesmo em meu blog.

carlos miranda (betomelodia)


video



Depois de ter você
Pra que querer saber
Que horas são

Se é noite ou faz calor
Se estamos no verão
Se o sol virá ou não
Ou pra que é que serve
Uma canção como essa

Depois de ter você
Poetas para quê
Os deuses as dúvidas
Pra que amendoeiras pelas ruas
Para que servem as ruas
Depois de ter você


adriana calcanhoto



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

terça-feira, 21 de abril de 2015

Retalhos de Cetim, Benito Di Paula



Na publicação de hoje sobre a Música Popular Brasileira, trago uma vez mais o compositor
Benito Di Paula interpretando uma Música de sua autoria, Retalhos de Cetim. Inovador,
tem um estilo musical classificado como "Samba Jóia", pois suas interpretações ricas em
românticos arranjos, são uma mistura do Samba tradicional ao piano com o jazz.

Seu primeiro álbum foi gravado em 1971 e censurado por conter a composição de
Chico Buarque, Apesar de Você. Mas "Um Novo Samba", seu terceiro álbum o consagrou
com a Música tema dessa postagem, Retalhos de Cetim.

Para saber mais um pouco sobre Benito Di Paula e assistir seus outros vídeos, é só clicar nos
links no final da postagem em "links para suas preferências no blog", que seus gostos quanto
à estilos musicais, autores ou cantores, estarão à disposição aqui mesmo no blog.


carlos miranda (betomelodia)


video



Ensaiei meu samba o ano inteiro
Comprei surdo e tamborim
Gastei tudo em fantasia
Era só o que eu queria
E ela jurou desfilar pra mim

Minha escola estava tão bonita
Era tudo o que eu queria ver
Em retalhos de cetim
Eu dormi o ano inteiro
E ela jurou desfilar pra mim

Mas chegou o carnaval e ela não desfilou
Eu chorei na avenida eu chorei
Não pensei que mentia a cabrocha que eu tanto amei


benito de paula



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sábado, 18 de abril de 2015

João Barcelos, o Expressionismo com Tendências Impressionistas

pescando na baia

Bem, a publicação de hoje é sobre um personagem que durante dez anos, seguiu a carreira militar.
Assim como aprendeu a ser militar, aprendeu a ser um Físico na UERJ, onde obteve o mestrado e
o doutorado. Seguiu em frente. Foi para os Estados Unidos onde na Universidade de Rochester,
concluiu dois pós-doutoramentos: em Astronomia e Física Quântica, sua especialidade, tendo
publicado dezenas de trabalhos científicos.  Mas, sim, é claro que a postagem é sobre Arte.

Então, vamos lá. O nome do personagem é João Barcelos. Embora suas atividades na física,
astronomia e pintura pareçam possuir posições antagônicas, levemos em conta que desde as
mais antigas recordações, João gostava de desenhar e do desenho à pintura foi um pequeno e
natural passo, haja visto que suas primeiras telas foram pintados aos doze anos.



joão barcelos

Vamos para o início da década de 90, lá na Praia da Bandeira, Ilha do Governador, onde suas
filhas tinham aulas de desenho e aquarela, com Álvaro Xavier em seu Ateliê Flutuante. Foi
lá que resolveu conseguir mais tempo para dedicar-se às Artes. Assim aprendeu os básicos
e fundamentais requisitos para uma a pintura a óleo. Durante doze anos foi destarte,
Cientista e Artista Plástico, mas na atualidade a Arte é sua principal atividade, embora
segundo suas palavras, "A Física continua como um elo racional e indispensável com o
mundo em que vivo".

A pintura de João Barcelos é tida no meio artístico como figurativa mas, o autor a classifica
como impressionista e a crítica acrescenta, com toques expressionistas. Rótulos à parte, o que
interessa é a qualidade das pinceladas soltas, as cores suaves, tudo em perfeita harmonia
entre sombra e luzes, resultando em maravilhosa obra. Confiram a seguir.


carlos miranda (betomelodia)




outeiro visto da ladeira de nossa senhora

feira e relógio da glória

barcos na ponta da areia

largo e igreja de santa rita

manhã em amarelo
restaurante dos esquilos, floresta da tijuca






 
por do sol na praia da bica, II

amarelinho

maria fumaça em tiradentes, minas gerais



destaco: ponta de areia II


fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google