quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Ofício, Sandrera e Duda Negrelli

duda nefrelli e sandrera


No início, ele divulgava a Música capixaba em seu Estado natal, Espírito Santo, e como escrevi no
destaque a ele dedicado em 18 de Outubro, sua estréia no Blog, seu eclético repertório era
composto de brasileiríssimo estilo folk-rock,  Música caipira, a popular, e também do
mais puro rock, mistura que a todos agradou.  Sua carreira teve início no final
dos anos 90 e com o passar dos anos, as suas composições denotam alto
nível de narrativa poética, com arranjos originais, inovadores. Foi
com  "Tá Freud, Baia", sua voz lembrando Raul Seixas que
sua estréia se deu por aqui, um folk-rock tupiniquim,
mas agora, uma faceta que muito me agradou
em sua narrativa poética, Ofício, onde
canta sua trajetória na Música. 






Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 





Acordo cedo e me mando pelas oito logo após um cafezinho eu saio as oito
Nos olhos levo a esperança na boca o gosto do café e em meu peito bem guardado aquela fé
Vou seguindo pela cidade de mansinho vejo os pardais mas onde voam os canarinhos
E entre carros e motocicletas escapamentos e chaminés meu pensamento voa e eu sigo a pé

Faço um contato e já me esbarra o meio-dia no bolso uma merreca e rascunhos de poesia
Como um salgado faço um lanche e no copo do refrigerante enxergo meu lugar ao som num novo dia
E é assim que eu atravesso os meus janeiros num dia desse num jardim te juro que vi primeiro
Muitas mãos tocaram a rosa mas ela só se abriu nas mãos do jardineiro
Por mais mãos que toquem a rosa ela sempre reconhece as mãos do jardineiro

Pelas cinco da tarde eu sinto a falta de um café mas as moedas acabaram me lembro e agora José
Olho prum lado e pro outro me vem o gosto do café o jeito é eu voltar pra casa a pé
Na volta as vezes eu encontro um amigo que comenta sobre a faculdade e briga comigo
Nessa hora me aperta o peito sinto até medo desse mundo cão
Mas que se dane o mundo inteiro meu ofício é fazer canção

É que essa é minha estrada minha história de futuro incerto
Mas só assim eu sou feliz atravessando esse deserto
Um cara simples que aprendeu com a vida
A doce alquimia dos sonhos de transformar o momento em verso

Acordo cedo e me mando pelas oito...

sandrera



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Arte no Mundo - França


bathsheba, 1889

jean léon gérôme - 1824 / 1904
oil sketch on canvas - 100 x 61 cm - private collection
paris - france


fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

A Arte no Mundo - Brasil


rural landscape - the blue mountain, 2015

jonas matos 1984 / in activity
oil on canvas - 30 x 40 cm -
*available for sale - guarulhos
são paulo - brazil


fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

* https://www.facebook.com/jonasmts

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Alô Fevereiro, Roberta Sá

roberta sá


De volta ao Blog, Roberta Sá interpretando a composição "Alô Fevereiro", autoria de Sidney Miller
que lançada em 1972 por  Dóris Monteiro,  foi uma marchinha de carnaval. A releitura na
interpretação de Roberta é muito boa, que com sua afinada voz, ótimo domínio de
palco com sua "brejeirice" habitual, cativa o público. Sua primeira presença
aqui no Blog foi em Agosto de 2013, cantando  "Girando na Renda",
com a  participação de  Pedro Luis  com o  seu cavaquinho. 





Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 




Tamborim avisou cuidado violão respondeu me espera
Cavaquinho atacou dobrado quando o apito chegou já era
Veio o surdo e bateu tão forte que a cuíca gemeu de medo
E o pandeiro dançou que sorte fazer samba não é brinquedo

Todo mês de fevereiro morena carnaval te espera
Querem te botar feitiço morena mas também pudera
Se ele pega no teu corpo vai ter gente enlouquecida
Querendo entender a tua dança querendo saber da tua vida

sidney miller



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

A Arte no Mundo - Itália


the three graces, 1504 - 1505

raphael, 1483 / 1520
oil on panel - 17 x 17 cm - condé museum
chanttily - italy


fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

terça-feira, 14 de novembro de 2017

A Arte no Mundo - Brasil


dom quixote e o cafezal, 2017

alexander pacheco, 1974 / in activity
oil on canvas - 60 x 80 cm - available for sale
rio de Janeiro - brazil

fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

sábado, 11 de novembro de 2017

Rio, com Patrícia Alvi

patrícia alvi


No coração e na mente, recordações.  Uma grande mistura,  nostalgia, saudade,  alegria, tristeza,
tudo em um turbilhão de imagens. Ao aparar o gramado, o som macio do cortador lembrava o
suave bater das ondas em minha praia, acompanhado por calma brisa. No fone de ouvido
a voz de  Patrícia Alvi  sobrepunha-se a tudo, cantando Rio. A saudade de minha
terra natal bateu forte. Em meu arquivo sobre Bossa Nova, encontrei o vídeo
que ilustra a publicação, com Patrícia, Roberto Menescal e com Marcos

 Vallecantando o  Rio de Janeiro  de minha infância e juventude.
Vale a pena  ouvir e recordar,  uma época de encantos mil.




Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 




Rio que mora no mar sorrio pro meu Rio que tem no seu mar
Lindas flores que nascem morenas em jardins de sol
Rio serras de veludo sorrio pro meu Rio que sorri de tudo
Que é dourado quase todo dia e alegre como a luz

Rio é mar eterno se fazer amar
O meu Rio é lua amiga branca e nua

É sol é sal é sul são mãos se descobrindo em todo azul
Por isso é que meu Rio da mulher beleza
Acaba num instante com qualquer tristeza
Meu Rio que não dorme porque não se cansa
Meu Rio que balança sou Rio sorrio sou Rio sorrio...


roberto menescal / ronaldo bôscoli



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

A Arte no Mundo - Brasil


cisne, 2017


leonardo baptista - 1992 / in activity
origami 3D, laminated paper - 6.3 x 4.8 cm - collection: carlos miranda (betomelodia)
beachfront resort, quintão - rio grande do sul - brazil


fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

A Arte no Mundo - Lituânia / Brasil


eternos caminhantes, 1919

lasar segall, 1891/1957
oil on canvas - 138 x 184 cm - lasar segall museum
são paulo - brazil


fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

domingo, 5 de novembro de 2017

Ana Costa, Regional do Beija-Flor

ana costa e carrapixo rangel


Mestre Marçal com seu jeito sui generis de se expressar, certa vez afirmou que a cantora, compositora
e violonista Ana Costa “prova o mingau pela beirada do prato”, e completo, com muito talento. Ela
em seu caminho ao sucesso foi indicada várias vezes ao Prêmio da Música Brasileira, como
melhor cantora de Samba,  tendo sido eleita como  Revelação  no Quinto Prêmio Rival
Petrobras de Música, ou seja, um dos talentos do ano. Em 2007, ficou conhecida
internacionalmente interpretando ao lado de Arnaldo Antunes, a música que
foi tema dos Jogos Panamericanos, “Viva Essa Energia”. Quem é ela?

Ana Cristina Costa, nascida em Março de 1968 no Rio de Janeiro, uma
cantora, compositora e violonista que,  tendo como  parceiro o bandolinista
Carrapicho  Rangel,  divulga seu repertório  em passeios sobre  nossas vertentes
musicais.  Sambas, valsas, choros  e outros ritmos mais, autorais e em parceria com os
mais diversos compositores, com ótimos arranjos, tendo como base o bandolim de 10 cordas,
garantem sucesso de suas apresentações em nosso Universo Musical,  e que a seguir mostramos.





Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 



E eis que um santo beija-flor azul me apareceu
De corpo são e um coração quase maior que o meu
E foi meu professor de canto me botou no trilho
Alfredo da Rocha Viana Filho

Assim eu lhe batizei quase que eu desafinei
Até chorei de emoção criei um choro canção
São Pixinguinha redigiu a pauta
E fui levando a minha dor na flauta
Fiz parceria com o meu amor
E compusemos para o Regional do Beija-Flor

Bem Carinhoso ao soltar a voz
Lá vem o crooner bilingue swing pra nós
Trouxe trombone sax e pistom
Olha o piano de conversa com o pandeiro
O pólen brasileiro tem tempero especial
Oito batutas para o beija-flor
E mil acordes no dia de São Jorge
Tem choro e pagode no seu regional


ana costa / moyseis marques



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

A Arte no Mundo - Brasil


boiçucanga, 2016

ricardo ardente, 1958 / in activity - http://www.ricardoardente.com.br/
oil on canvas, 100 x 80 cm - collection: keliton luiz pinto
sorocaba - sao paulo

fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

quinta-feira, 2 de novembro de 2017

A Arte no Mundo - Rússia


botanist

vasily perov, 1834 / 1882
oil on canvas - 65,5 x 79 cm - the tretyakov gallery
moscow - russia

fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia)