Mostrando postagens com marcador artes plásticas brasileiras. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador artes plásticas brasileiras. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Arcangelo Ianelli, Suas Paisagens Urbanas e Marinhas

olaria


O destaque de hoje nas Artes Brasileiras, foi desenhista, ilustrador, pintor e escultor, que nasceu em
1922 na cidade de São Paulo, capital do Estado,  onde veio a morrer no ano de 2009. Autodidata
em desenho, aos 18 anos cursou perspectiva na Associação Paulista de Belas Artes, onde
em 1942 passa a ter aulas de pintura, Dois anos depois, começa a frequentar o ateliê
de Waldemar da Costa com vários outros artista da época,  buscando aprimorar
seus trabalhos.  Durante a década de '50 integra o Grupo Guanabara com
"
Manabu Mabe " e outros  proeminentes nomes das  Artes Plásticas.


arcangelo ianelli


Arcangelo Ianelli  nos legou paisagens urbanas, cenas cotidianas e
marinhas, desde a década de '40, e após aproximados vinte anos colocou
em prática a informalidade no  estilo abstrato,  tendo como predominância tons
escuros.  Ao final da década de '60 passa a utilizar grafismos em trabalhos lineares e
pictóricos, o que resultou ao final da década de '70 a fase da abstração geométrica. Nessa
mostra sobre seu legado,  revelo a fase que mais me agrada em sua obra: primeiros vinte anos.




Como sempre faço questão de ressaltar,  ao final da postagem,  lá na série de links apresentados em
"links para suas preferências no blog",  é possível saber mais sobre outros Artistas Plásticos,
assim como sobre outros estilos de sua preferência, com total segurança, aqui mesmo
em meu  blog,  e também em meus outros espaços culturais na Web.  Apreciem.


carlos miranda (betomelodia) 




barcos ancorados

casas

chuva

sem título disponível

calma


represa de santo amaro

parque com lago

praia

o menino pintor

estaleiro

pic-nic




bairro fabril


fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

( atenção: tamanho das telas adaptados à diagramação )

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Ado Malagoli, sua Tendência ao Estilo Neo-Renascentista

porque?


Ado Malagoli nasceu no Estado de São Paulo na cidade de Araraquara no ano de 1906. Foi pintor e
professor, tendo iniciado nas Artes aos cursar a Escola Profissional Masculina do Brás, em São
Paulo, capital do Estado no ano de 1922 e paralelamente ao estudar pintura até 1928, tendo
como professor Enrico Vio.  Foi nessa época que conheceu  Alfredo Volpi  e Mário Zanini,
participando com os dois em passeios pelos  arredores de São Paulo,  com objetivo
único de  retratar paisagens  em suas telas.  Ado muda-se  para o  Rio de Janeiro
para ingressar na Escola Nacional de Belas Artes, tendo participado também
do  Núcleo  Bernardelli,  isso em 1931.  Sua obra  pende  para o figurativo.


ado maragoli - autorretrato


Ao expor suas telas no  48º Salão Nacional de Belas Artes,  foi premiado
com uma viagem ao exterior, indo para os Estados Unidos, lá permanecendo
por três anos cursando  História da Arte e Museologia,  no Fine Arts Institute da
Universidade de Colúmbia,  e também Organização de Museus no Brooklin Museum.
Retornando ao Brasil, ficou por curto período no Rio de Janeiro, partiu para a capital do
Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre,  com cargo de professor de pintura de 1952 até
1976, sendo que em 1954 cria o  Museu de Arte do Rio Grande do Sul,  que três anos depois foi
inaugurado. Ado Malagoli morreu em Porto Alegre, ano de 1994.  Em 1997, em justa homenagem ao
seu mestre fundador, o museu  passa a chamar-se  Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli.




Como sempre faço questão de ressaltar,  ao final da postagem,  lá na série de links apresentados em
"links para suas preferências no blog",  é possível saber mais sobre outros Artistas Plásticos,
assim como sobre outros estilos de sua preferência, com total segurança, aqui mesmo
em meu  blog,  e também em meus outros espaços culturais na Web.  Apreciem.

carlos miranda (betomelodia) 




recanto de atelier
homenagem à gauguin

nu

mãe viúva

arlequim e o gato preto


a cidade vazia

figura com natureza morta

repouso

retirantes

numa casa de caboclo
casario com atelier



meu destaque: hora da missa


fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

( atenção: tamanho das telas adaptados à diagramação )

sábado, 9 de setembro de 2017

Johann Georg Grimm, Impressões do Brasil Colônia

parahyba do sul - 1886



Filho de carpinteiro, em sua infância trabalhou como pastor de cabras, e também em alguns trabalhos
artesanais. Johann Georg Grimm é o destaque de hoje, sobre as Artes no Brasil Colônia. Foi
desenhista, pintor e decorador nascido em  Immenstadt, Alemanha no ano 1846, que
residiu no Brasil por alguns anos, e morreu em 1887 na cidade de Palermo,
Itália. Foi um dos precursores da pintura ao ar livre aqui no Brasil.



johann georg grimm



Estudou pintura na  Academia de Belas Artes de Munique, e após
viajar por vários Países da  Europa, Oriente e África, pelos idos de 1878, a
cidade do Rio de Janeiro o acolheu,  tendo ele fixado residência nos altos do bairro
de Santa Tereza.  Na Academia Imperial de Belas Artes, foi professor da "Cadeira Paisagismo"
onde professou o estudo da pintura ao ar livre, um dos motivos de sua saída da Academia Imperial por
seus métodos de ensino,  divergirem dos antão clássicos fundamentos da Academia Imperial.
Em seus nove anos de estada no Brasil, nos legou um precioso acervo sóciocultural.




Como sempre faço questão de ressaltar,  ao final da postagem,  lá na série de links apresentados em
"links para suas preferências no blog",  é possível saber mais sobre outros Artistas Plásticos,
assim como sobre outros estilos de sua preferência, com total segurança, aqui mesmo
em meu  blog,  e também em meus outros espaços culturais na Web.  Apreciem.

carlos miranda (betomelodia) 




fazenda marzagão

fazenda retiro

rochedo da boa viagem

detalhe de paisagem
cachoeira em teresópolis

vista panorâmica de sabará

paisagem montanhosa brasileira

vista do rio de janeiro, tomada de santa tereza

vista do morro do cavalão

vista da cidade de sapucaia

vista da fazenda recreio




meu destaque: vista da ponta de icaraí - 1884




fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

( atenção: tamanho das telas adaptados à diagramação )