Mostrando postagens com marcador roberta sá. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador roberta sá. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Um Sonho A Dois, com Roberta Sá, Pedro Mariano e Os Cariocas

pedro mariano e roberta sá


Um Sonho A Dois. Uma canção de amor lançada em 1986, traz em sua letra o encanto e sonhos que
esse sentimento desperta. Foi e ainda é um grande sucesso de seus autores, Paulo Massadas
e Michael Sullivan,  tendo várias regravações feitas por  grandes nomes da nossa Música.
Lembro que quando atuava nos palcos com meu trio Coisas do Brasil, ou em diversas
comemorações com meu quinteto  Um Toque Diferente,  sempre foi muito pedida
pelo público presente por muitos anos. Considero-a um clássico dos anos 80.

Escolhi para ilustrar a publicação, trazendo de volta ao blog a intérprete que
é uma das vozes preferidas por mim, isso além de seu talento e domínio de palco:
Roberta Sá. Mas ela não está sozinha, pois tem como convidado Pedro Mariano,  filho
da cantora  Elis Regina e do músico César Camargo Mariano.  A dupla conta ainda com Os
Cariocas, grupo vocal criado por Ismael Neto no ano de 1942, um dos mais antigos do Brasil, e que
tem como  repertório  as belas composições da  Música Brasileira.  Apresentação feita,  vamos ao clipe




Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 


video


Ele sabe o jeito de agradar um sorriso brincando no olhar
Me fascina com seu jeito de ser ele é tudo enfim que eu preciso ter
Ele passa e o tempo faz parar quando fala é música no ar
Me conquista querendo não querer ele é tudo enfim que eu preciso ter

Quando bater na porta deixa entrar pra te ganhar de norte a sul
No mundo da lua tudo vai ficar descobri que o amor é azul
Quando a gente gosta o amor é um caso sério
E tem lá os seus mistérios pra contar
Mas você divide na metade um desejo no olhar

Quando a gente gosta vale a pena qualquer coisa
Vale tudo num cantinho pra ficar
Um sorriso pra te convencer na luz do luar

Ela sabe que brinca nos meus sonhos
Todo o tempo nos versos que componho
Ela sabe que estou em suas mãos
Ela é tudo que faz bem ao coração

Quando bater na porta deixa entrar pra te ganhar de norte a sul
No mundo da lua tudo vai ficar descobri que o amor é azul
Quando a gente gosta o amor é um caso sério
E tem lá os seus mistérios pra contar
Mais você divide na metade um desejo no olhar

Quando a gente gosta vale a pena qualquer coisa
Vale tudo num cantinho pra ficar
Um sorriso pra te convencer na luz do luar


michael sullivan / paulo massadas



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

quarta-feira, 29 de março de 2017

Mutirão de Amor, Roberta Sá

roberta sá


Março de 2017 está terminando. Quase.  Mas como essa é a última publicação em meu Blog, escolhi
um Samba, ritmo símbolo do nosso Pais, mais uma vez na voz de Roberta Sá, uma grande
sambista da atualidade. A postagem traz um quarteto de ótimos músicos, sendo
três compositores e instrumentista e Roberta, aqui a voz desse trio.
A composição escolhida é "Mutirão de Amor", autoria de
Jorge Aragão, Zeca Pagodinho, e Sombrinha.

Três já são bem conhecidos e tudo o que eu
aqui escrever sobre será redundante. Um breve resumo
sobre o quarto elemento, "Sombrinha", eu agora farei. Conheçam-no.

Sombrinha, como é conhecido Montgomery Ferreira Nunis, nasceu em 30 de Agosto de 1959, em São
Vicente,  cidade litorânea do Estado de São Paulo  detentora do título de  "A Primeira Vila Brasileira".
Seu interesse pela Música veio ainda na infância e aos 14 anos intensificou-se, ao ganhar do Pai um
violão de 7 cordas.  Autodidata em instrumentos de corda, além de compositor é cantor, bandolinista,
bamjoista, cavaquinista e violonista,  que já aos 16 anos  apresentava-se em casas noturnas. No ano
de 1977, aos 18 anos gravou com os Originais do Samba  e  Baden Powell,  profissionalmente. É um
dos fundadores,  junto com   Almir Guinéto,  Jorge Aragão, Bira, Ubirani, Sereno e Neoci, o  Fundo de
Quintal, na cidade do  Rio de Janeiro em 1979.  Autor de muitos sucessos na voz de grandes nomes
da Música Brasileira,  é um colecionador  de vários "Prêmio Sharp" na Música, e nas composições.




Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 


video


Cada um de nós deve saber se impor
E até lutar em prol do bem estar geral
Afastar da mente todo mal pensar
Saber se respeitar
Se unir pra se encontrar

Por isso vim propor um mutirão de amor
Pra que as barreiras se desfaçam na poeira e seja o fim
O fim do mal pela raiz
Nascendo o bem que eu sempre quis
É o que convém pra gente ser feliz

Cantar sempre que for possível
Não ligar pros malvados
Perdoar os pecados
Saber que nem tudo é perdido
Se manter respeitado pra poder ser amado


sombrinha / zeca pagodinho / jorge aragão



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sexta-feira, 17 de março de 2017

Um Passo à Frente, Roberta Sá e Moreno Veloso

moreno veloso e roberta sá


Bem, sobre Roberta Sá que já foi por algumas vezes destaque aqui no Blog, creio não ser necessário
apresentações, a não ser ressaltar sua beleza, sua voz e seu domínio de palco, o que torna as
suas apresentações excelentes. Aqui deixo um link para que assistam ao vídeo em que
ela participou à convite, do DVD "Prêmio de Música Brasileira" em homenagem
a Tom Jobim, cantando "Insensatez", um dos clássicos de nosso Mestre.

E quanto ao filho de  Caetano Veloso,  Moreno Veloso,  já teve duas das
suas  composições destacadas no Blog;  com seu pai, cantando  "Água",  e com
a Música "Maré", na voz de  Adriana Calcanhoto.  Nascido em 22 de Novembro de 1972
em Salvador, capital do Estado da Bahia, é formado em Física mas, o DNA do pai fez com que o
seu talento o levasse para a Música.  Hoje marca presença  nos palcos do mundo  como compositor e
como cantor, sendo considerado um dos grandes expoentes da cultura musical brasileira. Sua
parceria com Quito Ribeiro na composição "Um Passo À Frente", é minha escolha para
a publicação, com  Roberta e Moreno  a interpretando.  Certeza que apreciarão.




Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 


video


Samba em dia de chuva exagera alguma coisa faz da dupla muito mais
Passa um frio na espinha pelo calor da palmada move a moça e o rapaz
Ela sorri com a barriga ele corteja a preferida amor a gente é muito mais
O samba é roda sem medida a chuva agora é colorida e a harmonia se refaz

Quando vão pela avenida levam qualquer incerteza é um passo à frente um passo atrás
Pega na barra da saia tomara que caia a barra da saia tomara que saia sambando eu vou

Minha imperfeição é a voz adeus


moreno veloso / quito ribeiro



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Desenredo, com Roberta Sá e Grupo Boca Livre

roberta sá e grupo boca livre


Boca Livre

Com seu estilo refinado, é um grupo musical que se destaca pelos belos arranjos em Músicas
de vários autores e por sua composições, na  Música Popular Brasileira.  Com arranjos
vocais e instrumentais distantes do convencionalismo métrico dos demais,  com
ótima dissonância e revezamentos vocais, é único no gênero.  Foi Criado
ano de 1978 sob influencia da  Bossa Nova,  trazendo consigo as
grandes parcerias com Edu Lobo, Milton Nascimento e Tom
Jobim em muitos Países.  Com o decorrer dos anos o
grupo passou por transformações com saída
de membros mas, permanece até hoje.

Desde sua formação,  detentores são 
de muitas premiações em uma trajetória com
a marca do sucesso no Brasil e em outros Países. Foi
por mim escolhido o vídeo com o Boca Livre  e a convidada
Roberta Sá, já nossa conhecida em publicações anteriores, com a
composição de Dori Caymmi em parceria com Paulo César Pinheiro, com
o título de  "Desenredo",  a qual considero uma das mais belas da nossa Música.


Meu Lembrete

Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.


carlos miranda (betomelodia)



video


Por toda terra que passo me espanta tudo que vejo
A morte tece seu fio de vida feita ao avesso
O olhar que prende anda solto o olhar que solta anda preso
Mas quando chego eu me enredo nas tramas do teu desejo

O mundo todo marcado à ferro fogo e desprezo
A vida é o fio do tempo a morte o fim do novelo
O olhar que assusta anda morto o olhar que avisa anda aceso
Mas quando chego eu me perco nas tramas do teu segredo

Ê Minas ê Minas é hora de partir eu vou vou-me embora pra bem longe

A cera da vela queimando o homem fazendo seu preço
A morte que a vida anda armando a vida que a morte anda tendo
O olhar mais fraco anda afoito o olhar mais forte indefeso
Mas quando eu chego eu me enrosco nas cordas do teu cabelo

Ê Minas ê Minas é hora de partir eu vou vou-me embora pra bem longe


dori caymmi / paulo césar pinheiro




fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

domingo, 17 de janeiro de 2016

Girando na Renda, com Roberta Sá e Pedro Luis ao Cavaquinho de 24/08/13

roberta sá

Na capital do Rio Grande do Norte, Natal, em dezembro
de 1980, nasceu Roberta Sá. Sua cultura musical vem desde
a infância, com seus pais apresentando-lhe as músicas da
época da Jovem Guarda, Beatles, regionais e a popular do Brasil.

Com o segundo casamento de sua mãe, Roberta aos nove anos
mudou-se para o Rio de Janeiro e em um intercâmbio, foi
para a cidade de Missouri nos Estados Unidos, onde estudou
canto. Quando voltou para o Rio de Janeiro, continuou
com as aulas de canto, para nossa sorte. 

Realizou um show de abertura em 2001, no planetário da Gávea,
mas o impulso para profissionalização deu-se no ano
seguinte, quando sua professora de canto instruiu-a  a fazer
sua inscrição no programa Fama que buscava novos talentos.
Como os participantes eram moldados em um estilo que
não a agradava, americanizado, Roberta, em minha opinião
pois assisti o programa, deixou-se ser eliminada na
quarta semana. Ela, já naquela época, tinha talento de sobra
para continuar participando, tinha sim.

Mas, segundo ela, o grande legado da experiência foi a
chance de conhecer o irmão da cantora Fernanda Abreu,
o Felipe, que a incentivou a fazer uma apresentação no palco
do Mistura Fina. Foi, eu creio, o ponto de partida para sua
carreira profissional.

Hoje, ela mantém-se firme no cenário da autêntica
Música Popular Brasileira, com sua voz e carisma no palco,
encantando a todos em seus shows. Nesta postagem,
ela interpreta "Girando na Renda", provando que é
detentora de uma inclinação natural  para o sucesso.
Com a participação de Pedro Luis e seu cavaquinho, um
dos autores da música, em um duo, é só conferir no vídeo.

carlos miranda (betomelodia)


video



É no samba de roda eu vou
No babado da saia eu vejo
A morena girando a renda
É prenda pro seu orixá

Todo fim de semana tem
Gente dos quatro cantos vem
Diz na palma e no verso histórias
De tempos imemoriais

Roda que eu quero ver que é bonito
Canta que eu quero ouvir
Bate o tambor na força do rito
Tudo pra se divertir

Reza quem é de rezar
Brinca aquele que é de brincadeira
Quem é de paz pode se aproximar
Hoje é festa pr'uma noite inteira

pedro luis / sérgio paes / fi 



fontes
imagem: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Insensatez, Roberta Sá

roberta sá


A Artista

Roberta Sá. Foi o destaque na postagem anterior com a composição de Martinho da Vila, o Samba
"Amanhã é Sábado", com a participação do autor.  Trago-a novamente ao blog em uma Música
composta por Tom Jobim e Vinícius de Moraes que é um dos maiores clássicos lá da época
da Bossa Nova,  e na interpretação de Roberta,  em minha modesta opinião,  é a melhor
que já foi gravada. Ela soube dar sentido à melodia de Tom é à poesia de Vinícius de
uma maneira magistral,  transmitindo ao ouvinte exatamente o sentido da letra e
seu título.  Ouvi gravações  feitas por  Artistas  brasileiros e internacionais, o
que leva-me a classificar a interpretação na voz de Roberta como perfeita.


Os Compositores

Tom Jobim e Vinícius de Moraes. Muito já escrevi sobre a parceria entre a
linha melódica de Tom e a poesia de Vinícius, mas nessa Música que tem por
título  "Insensatez",  Tom demonstra certa afinidade com seus arranjos ao piano
com a Música Clássica, para quem conhece, Chopin no opus 28, do Prelúdio número
4, em Mi menor. Quanto a Vinícius, sua obra, a letra deste belo lamento poético,  como
já foi escrito, revela em suas palavras uma grande e incontestável verdade à que estamos
todos sujeitos, embora muitos não compreendam: “Quem nunca amou, não merece ser amado.”


Um Lembrete

Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", lá no
final da postagem, é possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como
sobre outras Músicas ou ritmos de sua preferência, aqui mesmo em meu blog, ok?

carlos miranda (betomelodia) 

video


A insensatez que você fez coração mais sem cuidado
Fez chorar de dor o seu amor um amor tão delicado 
Ah porque você foi fraco assim assim tão desalmado 
Ah meu coração quem nunca amou não merece ser amado 

Vai meu coração ouve a razão usa só sinceridade 
Quem semeia vento diz a razão colhe sempre tempestade 
Vai meu coração pede perdão perdão apaixonado 
Vai porque quem não pede perdão não é nunca perdoado

tom jobim / vinícius de moraes



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sábado, 12 de dezembro de 2015

Amanhã é Sábado, com Roberta Sá e Martinho da Vila

roberta sá e martinho da vila


Os Artistas

Roberta Sá. Nasceu em Natal, Capital do Rio Grande do Norte, em dezembro de 1980. Em sua infância,
foi influenciada pela Jovem Guarda, pelas Músicas regionais e pela Popular Brasileira, além do
Rock N'Roll e com apenas nove anos, foi de mudança para a cidade do Rio de Janeiro,
onde aos dezoito anos foi para Missouri, Estados Unidos, estudar canto coral,
por meio de um intercâmbio cultural. Ao voltar para o Rio de Janeiro, as
aulas de canto continuaram e enquanto cursava jornalismo. Ela
trabalhou  como balconista até que aos vinte e um anos,
realizou no Planetário da Gávea a abertura para a
apresentação de duas bandas com sucesso.

Em 2002, participou de um programa apenas
como um  teste musical,  sugestão de sua mestre
de canto,  mas como o mesmo moldava os participantes
em um "estilo americanizado" não foi de seu agrado, mas serviu
como experiência e para que ela conhecesse Felipe, o irmão da cantora
Fernanda Abreu.  Ele tornou-se o preparador vocal de  Roberta e a incentivou
na preparação de um show, em minha opinião o que deu início à sua carreira, pois ela
foi indicada ao Grammy Latino na categoria Melhor Artista Revelação. Posteriormente houve a
indicação na categoria Melhor Álbum de Música Popular Brasileira. Atualmente considerada uma das
melhores intérpretes da Música Popular Brasileira, Samba e Bossa Nova, é o destaque dessa publicação.


O Compositor Participante


Martinho da Vila.  Já presente em várias postagens aqui no blog,  pouco há a ser
acrescentado sobre esse  Mestre do Samba, que iniciou sua carreira artística em
um Festival,  no ano de 1967,  concorrendo com a  Música "Menina Moça". Mas o
sucesso veio no ano seguinte, 1968,  no mesmo festival  ao lançar a composição
"Casa de Bamba",  o seu maior clássico e carro chefe do  primeiro álbum por ele
lançado em 1969,  que revelou o seu talento para o Brasil e ao mundo.  Sucesso.
E foi justamente à esse Sambista que Roberta fez um pedido:  uma composição
inédita para seu novo álbum intitulado "Delírio".  Martinho, como sempre, criou
um Samba que ele define,  em suas próprias palavras,  como a versão feminina
para um outro grande sucesso de sua autoria, "Disritmia".  Foi um bom pedido.


Um Lembrete

Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", lá no
final da postagem, é possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como
sobre outras Músicas ou ritmos de sua preferência, aqui mesmo em meu blog, ok?

carlos miranda (betomelodia) 



video


Tô cansada tô debilitada tive que ralar depois do expediente
Matutamos discutimos planejamos pra solucionar uma questão pendente
Já cansados e famintos fomos pr'um bistrô
Mas o problema no jantar continuou

Estou um bagaço amor preciso de colo
Preciso de colo amor estou em bagaços

Depois de uma ducha morna quero cair nos seus braços
Pra ficar aliviada desse meu cansaço
Após boa madorna vou me enternecer
Pra ficar até domingo grudadinha em você amor
Amanhã é sábado môô amanhã é sábado
Mô amanhã é sábado não vou pro batente amor amanhã é sábado

Mô amanhã é sábado môô amanhã é sábado
Mô amanhã é sábado não vou pro batente amor amanhã é sábado

Não vou pro batente amor amanhã é sábado
Vai ter tempo quente amor amanhã é sábado
Quero ser carente amor amanhã é sábado
Te farei candente amor amanhã é sábado

martinho da vila



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

De Frente Pro Crime, com Roberta Sá e João Bosco

roberta sá


Roberta Sá. Nascida em Natal, capital do Rio Grande do Norte, ainda na
infância mudou-se para a cidade de Rio de Janeiro, onde aos dezesseis anos
inicia seus estudos de canto. O ano de 2002 foi o ponto de partida para
sua carreira, ao apresentar-se no show Mistura Fina. Seu primeiro disco
foi lançado em 2004, intitulado Braseiro, no qual Roberta simplesmente faz
uma bela declaração de amor à Música Popular Brasileira.



joão bosco


João Bosco. Cidade de Ponte Nova, em Minas Gerais. Foi lá que ele nasceu.
Não há mais o que eu possa dizer sobre sua genialidade na música.
Em suas mãos que parecem parte do instrumento que usa, o violão, há
uma magia eletrizante, com levadas incríveis mostrando aos ouvintes
que a Música Popular Brasileira não tem limites, fato notório na imensa
diversidade de ritmos, arranjos e harmonia, usados em suas composições.
O resultado final é digno de um Mestre. Talento, muito talento.

Nesta postagem, uma potiguar natalense, Roberta Sá,  e um mineiro
ponte-novense, João Bosco, estão juntos interpretando a música 
" De Frente Pro Crime ", autoria de Aldir Blanc e João Bosco,
com a participação do "Trio Madeira Brasil".

carlos miranda (betomelodia)


video



Tá lá o corpo estendido no chão
Em vez de rosto uma foto de um gol
Em vez de reza uma praga de alguém
E um silêncio servindo de amém

O bar mais perto depressa lotou
Malandro junto com trabalhador
Um homem subiu na mesa do bar
E fez discurso prá vereador

Veio o camelô vender anel cordão perfume barato
Baiana prá fazer pastel e um bom churrasco de gato
Quatro horas da manhã baixou o santo na porta bandeira
E a moçada resolveu parar e então

Tá lá o corpo estendido no chão
Em vez de rosto uma foto de um gol
Em vez de reza uma praga de alguém
E um silêncio servindo de amém...

Sem pressa foi cada um pro seu lado
Pensando numa mulher ou no time
Olhei o corpo no chão e fechei
Minha janela de frente pro crime

Veio o camelô vender anel cordão perfume barato
Baiana prá fazer pastel e um bom churrasco de gato 
Quatro horas da manhã baixou o santo na porta bandeira
E a moçada resolveu parar e então

Tá lá o corpo estendido no chão

aldir blanc / joão bosco 



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sábado, 24 de agosto de 2013

Girando na Renda, Roberta Sá

roberta sá

Na capital do Rio Grande do Norte, Natal, em dezembro
de 1980, nasceu Roberta Sá. Sua cultura musical vem desde
a infância, com seus pais apresentando-lhe as músicas da
época da Jovem Guarda, Beatles, regionais e a popular do Brasil.

Com o segundo casamento de sua mãe, Roberta aos nove anos
mudou-se para o Rio de Janeiro e em um intercâmbio, foi
para a cidade de Missouri nos Estados Unidos, onde estudou
canto. Quando voltou para o Rio de Janeiro, continuou
com as aulas de canto, para nossa sorte. 

Realizou um show de abertura em 2001, no planetário da Gávea,
mas o impulso para profissionalização deu-se no ano
seguinte, quando sua professora de canto instruiu-a  a fazer
sua inscrição no programa Fama que buscava novos talentos.
Como os participantes eram moldados em um estilo que
não a agradava, americanizado, Roberta, em minha opinião
pois assisti o programa, deixou-se ser eliminada na
quarta semana. Ela, já naquela época, tinha talento de sobra
para continuar participando, tinha sim.

Mas, segundo ela, o grande legado da experiência foi a
chance de conhecer o irmão da cantora Fernanda Abreu,
o Felipe, que a incentivou a fazer uma apresentação no palco
do Mistura Fina. Foi, eu creio, o ponto de partida para sua
carreira profissional.

Hoje, ela mantém-se firme no cenário da autêntica
Música Popular Brasileira, com sua voz e carisma no palco,
encantando a todos em seus shows. Nesta postagem,
ela interpreta "Girando na Renda", provando que é
detentora de uma inclinação natural  para o sucesso.
Com a participação de Pedro Luis e seu cavaquinho, um
dos autores da música, em um duo, é só conferir no vídeo.

carlos miranda (betomelodia)


video



É no samba de roda eu vou
No babado da saia eu vejo
A morena girando a renda
É prenda pro seu orixá

Todo fim de semana tem
Gente dos quatro cantos vem
Diz na palma e no verso histórias
De tempos imemoriais

Roda que eu quero ver que é bonito
Canta que eu quero ouvir
Bate o tambor na força do rito
Tudo pra se divertir

Reza quem é de rezar
Brinca aquele que é de brincadeira
Quem é de paz pode se aproximar
Hoje é festa pr'uma noite inteira

pedro luis / sérgio paes / fi 



fontes
imagem: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google